quarta-feira, 16 de novembro de 2011

R.A.


Fiz 26 anos há 04 dias. Sou uma pessoa razoavelmente legal, inteligente, do bem. Tenho uma família boa, um namorado que eu amo e que eu sinto que me ama de volta. Tenho poucos e bons amigos. Tenho milhões de planos e um grande defeito: colocá-los em prática.
Sou atualmente obesa e não consigo me controlar perante a comida.
Tenho momentos de grande tristeza.
Problemas emocionais que ofuscam meu brilho, que eu sei possuir, me deixam assim.
Extremamente preguiçosa. É como me vejo hoje. Olho pra trás e vejo o quão guerreira era. Coisas que eu vivi que me deixam orgulhosa por um lado, me fazem ver que hoje eu não me esforço nem 10% do que sei que sou capaz. E isso faz eu me sentir um lixo. Um grande lixo não reciclável.
Minha historia com o peso é igual a tantas outras que eu leio nos blogs de emagrecimento há tantos anos: criança gordinha, adolescente sanfona e hoje jovem gorda e extremamente consciente que o único caminho é a reeducação alimentar.
Hoje matei aula na faculdade, matei estágio. Estou à horas lendo blogs de emagrecimento e tudo que leio eu já sei. Nenhuma novidade. Exercícios físicos, controle, atitudes saudáveis.
Há tempos que na terapia que faço uma vez por semana, cheguei a conclusão que eu tenho que por em prática as coisas. Só isso falta em mim. Sei toda a teoria. Sei como fazer chegar lá. Preciso resgatar a menina que entrou na faculdade comendo no um real e andando a pé km e mais kms pra estudar sozinha na biblioteca municipal.
Atitudes como: levantar da cama agora, tomar água, arrumar o quarto, comer uma fruta, andar uma hora, me alimentar de forma saudável, ir pra aula e me alimentar de forma saudável antes de dormir, não fumar e não brigar sem necessidade com a minha mãe – ufa! - são atitudes que só dependem de mim. E é nisso que esse blog vai me servir. Registrar como uma agenda, as coisas que eu preciso fazer ao invés de só planejar.
Beijos pra quem um dia ler esse texto, nem que seja pra mim mesma!
Vou lá tomar um copo de água e amanha volto pra dizer se briguei com a minha mãe...

Nenhum comentário:

Postar um comentário